-_-

A Silvia Duprat, Lúcia Campos, António Rosa
minha gratidão pelo amparo a este trabalho.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Reconhecendo a compreensão amorosa I

De fato, não é fácil para uma consciência tridimensional compreender o Tempo Cósmico. Não é fácil... Mas é simples... Desde o ponto de vista da 5ª Dimensão, que é uma Dimensão de Amor e de compreensão amorosa.
Na verdade, o conteúdo do monólogo sobre o Tempo Cósmico fala a respeito da humildade cósmica. Daquele que ao não precisar confirmar nada... Retribui.
E como retribui o Ser onisciente?
Esperando que a Criatura chegue ao Criador para confirmá-lo.
Por isso o vai-e-vem divino que não impele ao tédio...
Por isso o frente e verso simultâneo.
Perfeição.
O Corpo de Luz só confirma sua Presença no Cosmos, ao alcançar sua Semente.
Semente... Aquela que é simples e original.
Nada Sabe aquele que não se tornar Semente.
Assim, a consciência tridimensional “nasce” grande para se tornar Semente. Por este motivo a vida tridimensional é trilhada de “trás para frente”. Você sonha enquanto acorda e neste movimento deixa sinais no seu “futuro” para não esquecer de se tornar Semente.
Enquanto isso... Eu o “espero” amorosamente no Agora contínuo, para confirmar minha Existência.
(continua...)

10 comentários:

gaivotadourada22 disse...

Na Semente está o Todo em latência... Tornar-se Semente abraçar e aceitar o Todo em si... É nutrir-se de compaixão por todos os seres... Monólogo amoroso é um perfeito roteiro para esse aprendizado... Obrigada por trezê-lo até nós! Que Luz brilhe sempre!
Beijos!

adriana disse...

"Que Luz brilhe sempre!"
A todas as partes de nós...
Obrigada, Gaivota!

Maria de Fátima disse...

Olá Adriana já li alguns textos deste Monólogo Amoroso e estou a gostar.Beijinhos e parabéns pela bela entrevista lá no Cova do Urso.Beijinhos.

adriana disse...

Obrigada, Maria de Fátima!
A&L

Pedro Antônio disse...

Ei, Adriana!

Você e o António são sensacionais! Parabéns pela entrevista! Ficou ótimaaaa!

Muitíssimo obrigado pelo carinho da lembrança. Adorei ver meu blog na lista do seu coração!

Um beijãooo, Dri!

Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA - www.atorremagica.blogspot.com

Palavras de Osho disse...

Muito obrigado, Adriana. Ter os dois blogs citados no Cova do Urso por alguém que diz frases como "não importa a extensão do Caminho trilhado, ele segue sempre o sentido da mente ao coração", é mais que um privilégio: é um grande presente.
Aliás, hoje ganhei outro presente: assisti à uma palestra do escritor Vicente Franz Cecim. E, em resumo, ele disse justamente isso que o "slogan" do Monólogo Amoroso diz: plante a semente que você quer ser... lá dentro; seja a semente que você quer plantar... lá fora. Coincidência?

adriana disse...

Obrigada, Pedro!
Como disse lá no Dimensões, siga adiante!
Você tem muito a dizer...
A&L

adriana disse...

Obrigada, Murilo!
Sabe que eu acabei tendo que tirar o "slogan".
Por uma trapalhada minha, ficou faltando um "r" quando fiz o nome do blog no photoshop.
Despois não consegui corrigir :)
Aí o jeito foi tirar...
Mas, não importa.
O importante é que estamos falando a mesma "língua" e isto não é coincidência, sem dúvida!
Um abraço,

Adelaide Figueiredo disse...

Adriana,

Acho incríveis estes textos. Continuarei a seguir.
Obrigada pela visita ao meu Bloguw.

Beijos

adriana disse...

Obrigada, Adelaide!
Nos seguiremos, então.
:)